segunda-feira, 29 de agosto de 2016

I LOVE BOOKS VII

I LOVE BOOKS VII

Oi gente!Vou postar hoje outro I LOVE BOOKS, desta vez contando um pouco sobre J. K. Rowling!


J. K. Rowling nasceu  31 de julho de 1965 (51 anos), Yate, Reino Unido, ficou famosa após escrever Harry Potter, um dos livros 

mais populares de todos os tempos!


Ela teve uma infancia comum, brincava com sua irmã Dianne de 

teatro, mágica, etc...


Aos seus 6 anos esccreveu sua primeira história, era sobre um 

coelho!


Na sua adolescência as histórias de Joanne começaravam a ganhar 

vida!


Ela tinha 9 anos quando sua família foi morar no campo,
perto de um vilarejo chamado Tutshill, no País de Gales. “Era uma cidadezinha protegida por um castelo, que ficava no alto de uma montanha”, conta a escritora em seu diário eletrônico na internet. Sua casa era próxima ao cemitério da cidade, e os túmulos se tornaram palco de muitas brincadeiras dela com sua irmã. Naturalmente, o Halloween, a festa das bruxas, no dia 31 de outubro, passou a ser o feriado preferido das meninas.

Na mesma rua em que morava, havia uma família de sobrenome Potter. Na casa, vivia um menino (Ian) e uma menina (Vicky), que costumavam brincar com as duas irmãs. 

Muitos anos depois, em 1990, durante uma viagem de trem lotado de Manchester a Londres, Joanne se lembrou dos vizinhos, foi nessa viagem aparentemente chata que ela teve a ideia mais interessante e lucrativa de sua vida: a de escrever sobre a saga de um menino de sobrenome Potter. “A história foi concebida num repente. Fui obrigada a pensar nela durante as quatro horas que durou a viagem, pois não tinha caneta nem papel e tive vergonha de pedir emprestado”, contou ela.

Joanne se formou em lingua francesa, por causa de seus pais.
Mas após a morte de sua mãe por exclerose multipla, modou-se para a cidade de Porto em Portugal,  onde passou a dar aulas de inglês. Foi lá que, traçou o plano principal da história do menino bruxo: seriam sete livros, um para cada ano de Harry na escola.

Após terminar de escrever o seu primeiro livro, enviou o manuscrito a um agente literário. Recebeu o texto de volta, acompanhado de uma polida carta de recusa. Mas Joanne não desistiu. Teve mais sorte com o segundo agente literário, Christopher Little, que acreditou no potencial da história e a ofereceu à editora Bloomsbury. Em junho de 1997, o primeiro livro com as aventuras de Harry Potter foi lançado na Inglaterra. A Bloomsbury sugeriu que a escritora usasse as iniciais em vez do primeiro nome, por achar que leitores meninos poderiam ter preconceito em relação a um livro escrito por uma mulher. Como só tem um nome próprio, Joanne resolveu acrescentar a letra “K”, tirada do nome de sua avó favorita, Kathleen. Nasceu, assim, J. K. Rowling.

O sucesso da série transformou a ex-desempregada numa mulher riquíssima quase da noite para o dia. Este ano, J. K. Rowling entrou na lista de bilionários da revista americana Forbes, com uma fortuna estimada em 1 bilhão de dólares. A escritora já é mais rica do que a rainha Elizabeth II, que, segundo a Forbes, tem uma fortuna pessoal de 660 milhões de dólares (sem contar os palácios e outras propriedades, considerados patrimônio do povo britânico). O êxito se repetiu no cinema. Os filmes baseados nos dois primeiros livros arrecadaram 1,8 bilhão de dólares.   A conta bancária de J. K. Rowling engorda ainda mais com os royalties pela venda de diversos produtos baseados em Harry Potter, de brinquedos a videogames, totalizando de cerca de 75 itens já licenciados.

Mesmo bilionária, J. K. Rowling não perdeu seu ar de pacata dona-de-casa. Uma de suas poucas extravagâncias foi comprar, em 2001, uma luxuosa mansão do século XIX no condado de Perthshire, na Escócia, onde passa a maior parte do tempo reclusa, dedicando-se ao seu principal – e lucrativo – hobby: escrever. Tímida, quase não dá entrevistas e raramente comparece a eventos sociais. Apesar da vida discreta, todos os fãs ficaram sabendo quando ela se casou com o médico anestesista Neil Murray, em dezembro de 2001, e deu à luz um menino, David, em março de 2003.
Como foge das badalações, seu rosto não é tão familiar para o público. Por isso, J. K. Rowling ainda consegue circular nas ruas sem ser incomodada. “Raramente sou reconhecida e fico muito feliz com isso. Gosto de ser uma pessoa anônima”, afirmou durante uma entrevista. O mesmo não poderia dizer o menino bruxo que ganhou vida nos cafés de Edimburgo e, anos depois, tornou-se muito mais famoso que sua discreta e rica criadora.
Suas obras foram: Animais Fantásticos e Onde Abitam, Harry Potter, O Chamado do Cuco, O bicho da Seda, Carer of Evil, Os Contos de Beedle o Bardo,Quadribol através dos Séculos,   very good lives: the fringe benefits of failure and the importance of imagination, Morte Subita.
Bem, espero que tenha matado sua curiosidade!
Tchau!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amo Animais

Calendário